Início > eventos, liberdade de conhecimento, software livre > I Encontro Livre – relato do terceiro dia

I Encontro Livre – relato do terceiro dia

Peço desculpas aos que estavam acompanhando o blog pela a demora do relato do dia 3 do evento. Tive muitos contratempos até aqui. No terceiro dia (08/07) eu cheguei a atrasado à palestra, portanto perdi a primeira que seria o Foxy Linux Bud.

Virtualização em Sistemas Livres

O palestrante trouxe exemplos práticos e cotidianos de virtualização. O foco foi desktop. Ele mostrou diversos programas que fazem isso, mas usou apenas o VirtualBox. Fábio Leal mostrou que com um sistema operacional, pode-se virtualizar um ou mais dentro dele. Exemplo, ele rodou dentro do ubuntu outro ubuntu e um opensuse. O programa usado foi o VirtualBox.

Come and touch it!

Esqueci o nome do palestrante, mas ele representava a Wouwlabs. Palestra muito boa, onde foi abordado o funcionamento, tanto a nível de hardware quanto de software, de uma mesa de superfície multitoque. Foi levada uma mesa, com materiais de baixo custo (pvc, acrilico, papelao), pena que não deu para vê-la funcionando, devido a problemas de tempo de montagem. A mesa seria em teoria, de acordo com ele, uma mistura de teclado, mouse e monitor onde mais de uma pessoa pode interagir com o computador. Vale a pena dar uma pesquisada nisso. Principalmente na de baixo custo, que pode até funcionar com uma caixa de papelão mais uma webcam.

Apache e PHP: um caso de amor sem crise

A palestra ficou desfalcada, devido a falta de uma das palestrantes. Celina Jorge assumiu então com uma introdução sobre PHP. A palestra foi bem básica, começando pelos conceitos gerais de programação adentrando na linguagem PHP.

Kernel emotion panic!

Não lembro se o nome era realmente esse. Foi uma coisa surpresa, nem na programação estava. Pirei com essa apresentação. Felipe Machado e Ricardo Brasileiro, mostraram um projeto como interagir como o sistema, sonoramente falando… Fazendo algumas regulagens nos módulos de som (me corrijam se eu estiver errado) as mensagens do kernel emitem sons, que podem ser mixados. Além das mensagens pode-se atribuir sons aos processos do sistemas, processos pesados emitem som tal, e movimentos de mouse também.

Fico aqui, lembrando que isto aqui é apenas um relato, que decidi escrever para que alguns amigos que não foram. Gostaria de dar parabéns a Célia “[celia]” e Gustavo “seucolega” pela iniciativa. E que venham mais!

Anúncios
  1. 15 de julho de 2009 às 17:01

    Pô, coloca algumas fotos do evento!

  2. 15 de julho de 2009 às 20:06

    o palestrante da Come and touch it! era JERA!

    po, acho q todo mundo pirou com o emotional kernel panic. tipos, a maior lombra nerdística =P

    detalhe: acho q a mesa sensível a toque pode ser muito útil para a acessibilidade, pra quem tem dificuldade motora poder interagir com o desktop mais facilmente. falei isso a jera no dia =P desenvolvedores, please, considerem isso =)

    pena q a palestra de php ficou desfalcada. =(

    tipos, o destaue do encontro, pra mim, foram as professoras da rede municipal q são xiitas do software livre! elas AHAZAM e AHAZARAM!

  3. Isaac Filho
    16 de julho de 2009 às 16:57

    HEheheh, eu ri muito com elas. Isso, e mais uma vez cito que dá pra fazer naquela versão bem barata, e realmente como você falou dá mesmo pra ser utilizada em acessibilidade.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: